Insegurança na REDUC continua

14 May 2018
32 times

A insegurança operacional voltou a se manifestar na REDUC que sofre de duas doenças crônicas: falta de efetivo e falta de manutenção.
No dia 02/05 teve um incêndio numa canaleta de óleo próximo a U-2200, onde os próprios trabalhadores combateram as chamas. No dia 8/05, teve outro incêndio na base do flare que também foi apagado pelos trabalhadores e neste mesmo dia a caldeira da U-2200 caiu devido a problemas de manutenção, causando um imenso desgaste aos trabalhadores para retorná-la a operação. Outro fato preocupante foi à mudança nas casas de controle na área da TE e do CB que coloca os trabalhadores cada vez mais longe das unidades, dificultando suas operações.
Para piorar a situação, a linha de flare está toda remendada e sempre aparecem novos furos, bem como nas linhas de produto. Destaque para a linha de carga de petróleo da U-1210 que teve a colocação de 28 bacalhaus em um trecho de 1100 metros. Esta “bacalhoada” foi o modo encontrado pela gerência da refinaria para não trocar a linha condenada desde 2011 pela Inspeção de Equipamentos.

Rate this item
(0 votes)
Sindipetro Caxias

Desenvolvedor Web do Sindicato dos Petroleiros de Duque de Caxias

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

Sindicato dos Trabalhadores na
Indústria e Destilação de
Petróleo de Duque de Caxias
Inaugurado em 26/03/1962