Descaso gerencial Featured

27 Nov 2017
197 times

Em junho deste ano, o Sindipetro Caxias se reuniu com a gerência da UTE-GLB para tratar do desmoronamento das torres de refrigeração PAD-19 , PAD-29 e PAD-39, que se encontram em estado crítico.
Em 02 de agosto de 2017, o auditor fiscal do MTE deu parecer favorável à empresa e contrário à interdição requerida pelo Sindicato, mesmo com todos os riscos envolvidos:
“Após inspeção nos locais das torres de resfriamento e entrevista com o corpo técnico da UTE-GLB, foi exigido laudo estrutural das torres de resfriamento, tendo como conclusão a inexistência de desmoronamento ou colapso da estrutura de madeira; porém, sendo vetado o acesso dos trabalhadores ao deck do topo das torres até que a substituição da estrutura seja concluída. Além disso, a empresa bloqueou e sinalizou o acesso físico às escadas. Caso seja necessário o acesso aos decks, este se dará com uso de plataforma elevatória operada por profissional treinado.” (posicionamento do MTE).
Apesar da gerência da UTE-GLB ter se comprometido com o Ministério do Trabalho e Emprego e com o Sindicato em iniciar as obras, até hoje nada foi feito e a estrutura de madeira que existe no local está aparentemente desmoronando.
O Sindipetro Caxias cobrará o MTE quanto ao cumprimento do calendário de obras, já que o início da obra estava previsto para junho deste ano.

Rate this item
(0 votes)
Sindipetro Caxias

Desenvolvedor Web do Sindicato dos Petroleiros de Duque de Caxias

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

Sindicato dos Trabalhadores na
Indústria e Destilação de
Petróleo de Duque de Caxias
Inaugurado em 26/03/1962